Sistema de Avaliação

A avaliação é indispensável em um sentido geral para que possamos revelar a evolução dos indivíduos que participam de algum processo de aprendizagem.A periodicidade dos conceitos atribuídos às avaliações deve ser trimestral. Após o fechamento do trimestre o Conselho de Classe, composto por professores de cada turma e Equipe Pedagógica, se reunirá para discutir os casos em que os alunos ficaram abaixo da média da escola, que é 5,0 ( cinco ) pontos.

ENSINO FUNDAMENTAL I, II e ENSINO MÉDIO

A avaliação do aluno terá por trimestre, pelo menos, dois instrumentos avaliativos, sendo:

8,0 pontos para prova escrita, individual e sem consulta, que poderá ser dividida em mais de uma prova, porém todas deverão somar 8,0 pontos;
2,0 pontos com outro instrumento avaliativo que poderá ser: trabalho, apresentação de seminário, apresentação de pesquisa, etc, a critério de cada professor.
A avaliação procedimental e atitudinal das disciplinas será feita por meio do QUADRO DE RESPONSABILIDADE DO ALUNO e dos registros qualitativos trimestrais com o objetivo de informar e orientar aos pais e responsáveis sobre o percurso acadêmico do aluno, porém esta avaliação não gerará nota, mas serve para nortear o empenho do aluno.

Como exceção a regra acima, apenas os componentes curriculares de Arte (todos os segmentos), Educação Física (todos os segmentos) e Educação Musical (do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental I), obedecerão aos seguintes critérios:

Arte:
2,5 pontos (avaliação conceitual): exercícios de fixação, seminários, reflexões escritas, provas, etc;
5,0 pontos (avaliação procedimental): atividades práticas de arte;
2,5 pontos (avaliação atitudinal): responsabilidade, pontualidade, participação em aula, comprometimento, empenho em aprender, respeito e tolerância às limitações dos colegas, disciplina, cooperação, etc.

Educação Física:
3,0 pontos (avaliação conceitual): exercícios de fixação, seminários, reflexões escritas, provas, etc (até o 3°ano do fundamental I, a avaliação conceitual será feita por meio de observação docente, levando-se em consideração se o aluno é capaz de aplicar os conceitos ensinados na prática esportiva);
2,0 pontos (avaliação procedimental): atividades práticas de educação física com o objetivo de demonstrar a habilidade motora do aluno;
5,0 pontos (avaliação atitudinal): responsabilidade, pontualidade, participação em aula, comprometimento, empenho em aprender, respeito e tolerância às limitações dos colegas, disciplina, cooperação, etc.

Educação Musical:
6,0 pontos (avaliação conceitual/procedimental): avaliação do portfólio de Educação Musical onde estarão os registros de atividades feitas;
4,0 pontos (avaliação atitudinal): responsabilidade, pontualidade, participação em aula, estar com material sempre em dia, tarefas de casa feitas, etc.

Produção de Texto:
6,0 pontos para prova escrita, feita de forma individual e sem consulta a qualquer material ou pessoa, que será ser dividida em duas avaliações valendo 3,0 pontos cada.
2,0 pontos referentes à meta de leitura;
2,0 pontos referentes às atividades escritas (produções textuais, reescritas etc) desenvolvidas ao longo do trimestre.

Provas escritas para os alunos do 6° ano em diante

Essas avaliações escritas acontecerão em pelo menos dois momentos:

Simulado trimestral:
O simulado valerá 3,0 (três) pontos na composição da somatória trimestral e conterá 10 questões de cada componente curricular, sendo 0,3 (meio) ponto para cada questão. Todas as questões de múltiplas escolhas, tipo teste. O Simulado será aplicado em dois dias, no início do turno.
Ao terminar a prova, o aluno deverá entregar gabarito ao professor e poderá levar o caderno de questões.
Não constarão no simulado as disciplinas de Arte e Educação Física.

Avaliações trimestrais:
Essas provas escritas poderão ter pontuação variável entre 3,0 (três) e 5,0 (cinco) pontos na somatória trimestral. Para essas avaliações prevalecerá o critério dissertativo para as respostas. Fica a critério de cada professor a pontuação dessa avaliação de acordo com a dinâmica de cada componente curricular. Caso o professor opte por uma avaliação trimestral de 3,0 pontos deverá dar outras provas para cobrir a pontuação restante, durante o trimestre. Para habituar-se a essa sistemática de avaliação, o 5° ano fará simulados no 2° e 3° trimestre. O aluno que apresentar rendimento menor que 50% em qualquer instrumento avaliativo ficará responsável em levar a original do mesmo para os pais ou responsáveis assinarem, ficando cientes da nota do aluno. Na aula seguinte o aluno deverá devolver o instrumento avaliativo assinado pelos pais ou responsáveis ao professor.

Final de Trimestre

RECUPERAÇÃO DE NOTA TRIMESTRAL

Ao final de cada trimestre o aluno terá de ter pelo menos 5,0 (cinco) pontos na somatória geral de suas notas em cada componente curricular para ter seu rendimento escolar considerado satisfatório.

Caso a nota trimestral final resultante da somatória não seja meio ponto ou ponto inteiro, esta nota sofrerá o arredondamento de notas da seguinte forma:

de 0,10 a 0,25, será computado zero ponto;
de 0,26 a 0,75, será computado 0,5 ponto;
de 0,76 a 1,25 será computado 1,0 ponto; e assim por diante.

Os alunos cujo resultado trimestral esteja abaixo de 5,0 (cinco) pontos, serão submetidos às avaliações de recuperação que ocorrerão ao final de cada trimestre, com os conteúdos de todo o trimestre e com o valor de 10,0 (dez) pontos.
Para o cômputo da nota final trimestral do aluno será registrada a média obtida entre o resultado da avaliação de recuperação trimestral e o resultado anterior do trimestre, em qualquer componente curricular. Por exemplo:

Somatório trimestral – 4,0
Nota da recuperação paralela – 6,0
4,0+6,0 ÷ 2= 5,0
A nova nota será 5,0

Saiba mais sobre o
Colégio Candelária